Principais Dúvidas Sobre o Trabalho de Detetive Particular

  • Home
  • Blog
  • Principais Dúvidas Sobre o Trabalho de Detetive Particular

 

Contratar um detetive particular não é uma decisão fácil. Quem contrata esse tipo de serviço, por exemplo, pode estar em busca de informações sobre o paradeiro de alguém ou saber se está sendo vítima de traição. Nesses casos, o contratante não consegue obter essas informações sozinho e recorre a um especialista.

Entretanto, antes de fazer a escolha, é preciso estar ciente sobre o trabalho de um detetive particular, suas principais funções, condutas e muito mais. Quem não conhece as peculiaridades dessa profissão pode ficar desconfiado sobre a qualidade e segurança do serviço.

Para lhe deixar mais tranquilo e informado, separamos as principais dúvidas a respeito desse ofício. Dessa forma, você estará pronto para decidir se um profissional dessa área será capaz ou não de lhe ajudar. Confira!

Quais os tipos de casos que um detetive particular investiga?

Muitas pessoas acreditam que detetives particulares atuam somente em casos de infidelidade. A investigação conjugal, de fato, é uma das principais atividades exercidas por esses profissionais, entretanto, não é a única.

Além de investigar suspeitas de traição, eles também podem atuar em outros tipos de serviço, tais como, investigação de paternidade e localização de pessoas desaparecidas. Outras áreas de atuação também entram na lista, como:

  • Suspeita de pessoas envolvidas com drogas;
  • Monitoramento WhatsApp;
  • Contraespionagem;
  • Fraudes e extorsões;
  • Dossiê de pessoas;

Quais equipamentos um investigador particular utiliza?

Esqueça a lupa! Nos dias atuais, para que o cliente receba as informações com a melhor qualidade possível, os equipamentos utilizados em uma investigação particular são modernos, tecnológicos e de alta performance.

Incluem softwares especializados, câmeras fotográficas de ponta, filmadoras, rastreadores e escutas. Todas essas ferramentas auxiliam no trabalho em campo e na coleta de informações, possibilitando resultados mais rápidos, de forma eficiente, e o mais importante, com discrição garantida.

É possível utilizar as provas em processos judiciais?

As provas coletadas por detetives particulares podem ser apresentadas em tribunal, desde que a coleta seja feita dentro dos limites da lei. Portanto, é importante verificar se o detetive contratado segue o código de ética da profissão.

As evidências obtidas são capazes de favorecer o cliente e o seu advogado para ganhar uma causa na justiça. Apresentar relatórios que contém fotos com datas, horários e locais em que foram extraídas é um diferencial.

Sendo assim, casos de fraudes, pagamento de dívidas processuais, comprovação de renda e bens para pagamento de pensão, ou até mesmo, desvio de recursos em empresas, são eletivos para o uso de provas.

O detetive pode fazer qualquer coisa para coletar provas?

Como dito anteriormente, seja um profissional independente ou uma agência de detetives, é obrigatório que as leis vigentes sempre sejam seguidas. Ou seja, o detetive particular não pode trabalhar a qualquer custo para conseguir provas.

Qualquer conduta que viole os direitos do cidadão brasileiro, como violação à intimidade e vida privada, e que não esteja de acordo com a função do investigador, é tratada como ilegal.

Enquanto monitoramento WhatsApp é permitido, grampear telefones e celulares não está dentro da legalidade. Além disso, não pode haver quebra de sigilo em investigações particulares, detalhes sobre o caso devem ser restritos a detetive e cliente.

Quanto tempo dura uma investigação particular?

Não há uma resposta exata, já que a duração de uma investigação depende de vários fatores. A complexidade de cada caso é o principal aspecto para definir o tempo de um processo. Casos em que a pessoa investigada é mais reservada costumam levar mais tempo para serem concluídos.

Como estimativa, uma agência de detetives pode demorar, em média, de 5 a 10 dias para concluir uma investigação conjugal ou familiar. Já uma investigação empresarial demanda entre 5 a 90 dias para obtenção de provas contundentes. Entretanto, vale lembrar que cada empresa ou profissional trabalha de uma maneira, sendo necessário consultar esse tipo de informação no momento de contratação do serviço.

A profissão é perigosa?

Sim. Trabalhar como detetive particular significa estar exposto a vários riscos, como ser pego em flagrante, ou ainda, encontrar pessoas mal intencionadas.

Sem contar que, se não for feito com cautela e de forma responsável, o profissional pode ter problemas com a lei. Detetives particulares podem ser alvo de processos por calúnia, violação de privacidade e uso indevido de provas.

Conclusão

Chegou a hora de pesquisar e encontrar uma agência de detetives na sua região, que atenda os pré-requisitos e ofereça o serviço que você procura.

Quando for escolher, busque por profissionais com experiência e credibilidade comprovada, que valorizem a integridade e segurança dos clientes, trabalhem com equipamentos de qualidade e de acordo com a lei.

Saiba que existem pessoas qualificadas pelo país inteiro, há quem busque por detetive particular em Campo Grande MS, Rio de Janeiro RJ, São Paulo SP e em todas as outras capitais brasileiras. Portanto, faça a sua pesquisa e entre em contato com um detetive particular de confiança, que irá lhe ajudar a esclarecer todas as suas suspeitas.

ENDEREÇO
  • Rua Tapajós, n° 848 - Vila Rica
  • Campo Grande - MS
CONTATO
REDES SOCIAIS